sábado, 14 de setembro de 2013

Setembro, 14.

Eu tô tão angustiada que não sei nem por onde começar a escrever. Sei que muita gente que vem aqui é só pra criticar e achar que tudo isso é bobagem de uma garota mimada. Antes fosse, amigo. E por falar em amigos, sinto que com os que tenho eu nem posso desabafar. Pelo menos pra jogar fora algumas palavras... Eu tenho que ficar pensando e pensando no que seria bom ou não. No que ficaria melhor ou não para mim e para outras pessoas em particular. Eu nunca quis machucar ninguém. Não gosto de receber um rótulo como "A destruidora de lares". Mas infelizmente... :). E esse mês de setembro, meu Deus?! Não tem fim?! Ele tinha tudo para ser o melhor mês de 2013. Mas tá sendo o contrário --' meu aniversário está chegando, animação indo embora e a estagnação aqui. Estava tudo indo bem, como pôde desandar tudo de uma vez, meu senhor? O coração, insiste em bater. E que bom que ele insiste nisso. Talvez eu até consiga resistir melhor a certas coisas e ainda ficar de pé. "Ah, tu é a sofrida? Tu tem problemas de quê? Tua vida é muito é boa" Ah, me erra. Eu posso enrolar nesse post usando 9.266.382.938.292.010.637.338.291ERROR de palavras e ainda não vou conseguir me sentir melhor por pelo menos ter tentado compartilhar o que eu estou sentindo. Dane-se. Nem é a primeira vez mesmo.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

koo.

Eu vou lá todos os dias olhar teu rosto. Vou esperar um sorriso e uma aceitação. Vou sentir teu cheiro que me aconpanha pelo resto do dia e o calor de um beijo. Vou carregando incerteza, insegurança e outras "in" na esperança de deixa isso para trás. Deixar o passado para trás. Vou rindo e tensa. Volto... Você sabe como eu volto. E também sabe como vou ir e voltar no dia seguinte.

domingo, 26 de agosto de 2012

Dear diary,

Cansei de estar tudo bem e estar tudo mal. Cansei. "Eu só queria te lembrar que aquele tempo eu nao podia fazer mais por nós. Eu estava errado e você não tem que me perdoar. Mas também quero te mostrar que existe um lado bom nessa história e tudo o que ainda temos pra compartilhar."

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Querido diário público,


Hoje eu percebi o quanto sou burra, faço escolhas erradas e provoco minhas quedas. Eu poderia ter ficado na minha e apenas respirar. Para dentro. Para fora. Para dentro e para fora. Mas o demonhozinhu, aquele réi que fica no ombro, atiça. Diz "vai, cara de cu." Eu vou, e me lasco. Sabe qual é o problema? Eu nunca me escuto. Ouço um, depois outro e outro. Opinião própria não pode ter, né? A vontade que dá é de sair que nem doido e ir batendo a testa de parede em parede gritando "burra!". Como é isso? Eu sei o que eu devo fazer, sei que se eu fizer de um jeito vai dar em merda, vou lá e faço? COMO É ISSO, JESUS?! Nan.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

xtrss.

Ser a "personagem principal" tem os seus poréns. Parece que por ser, vc merece menos atenção só por já tê-la todo dia. E se pede, está sendo dramática, pois deveria aceitar o fato de estar sempre recebendo uma atenção-fantasma -if you know what i mean. Não precisa de um pedestal pq já está em primeiro lugar na lista de deveres -mesmo vc nem estando realmente lá. Parece que vc faz muito e nada é o sufuciente. Tudo é um drama, é um mimimi, é um "nada é como eu esperava que fosse". Ai. Vc nunca pode ter razão. Sua razão nem tem motivos para existir. Vc enxerga demais e nunca é aquilo que vc está vendo. Vc se altera demais, grita demais, pede demais, causa demais, recebe menos. Então morre.

sábado, 11 de agosto de 2012

Nem sempre.

Eu poderia só vir aqui com o coração na mão e me lamentar pelas coisas que estão acontecendo. Eu poderia encher o blog de mais lamúrias e lamentos. Poderia lhes encher com uma pequena dose da minha vida. Eu poderia dizer que queria encontrar quem inventou o amor e rachar sua cabeça ao meio com um machado velho e enferrujado. Eu poderia sofrer, e sofrer de novo. Mas quem sabe eu só não precise agradecer? Ser a pessoa que sempre está ao seu lado, sempre lhe guarda e lhe confia não funcionou. Alguma coisa funcionou? Amar é não exigir, nem esperar por nada. É apenas receber na hora certa. Fazem 3 dias e ainda não sinto a vida ao meu redor. Tudo parou, estagnou, não voltou e nem vai. Apenas existe. Eu poderia sangrar mais um pouco e ir além para conseguir meu preenchimento de volta. Mas adiantaria? Sim, foi egoísmo. Mas isso está saindo de uma boca que está sofrento e por isso é relevante. "Eu só quero a nossa vida, eu quero a gente. Eu amo nós."

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Eu  não abandonei o blog. :)Eu tinha esquecido o email de login e Fu. Agora que lembrei, tá tudo fine e vou voltar a postar.Mas antes, tenho que me organizar e pensar em umas coisas novas. É isso. Um bom dia e até a próxima postagem :).